Pesquisa revela dados sobre os noivos do mundo todo

Pesquisa Internacional de Casamento, realizada pelo Zankyou, revela que 93% dos noivos brasileiros afirmam que o amor ainda é o grande motivo pelo qual decidem se casar.

Por que as pessoas se casam? Por quanto tempo namoram antes de juntarem as escovas de dente? No casal, quem é o primeiro a tocar no assunto casamento? Para responder a essas e outras perguntas do mundo casamenteiro, o Zankyou realizou, pelo segundo ano consecutivo, no final de 2015, o ZIWO, pesquisa para entender os diferentes hábitos culturais relacionados com casamento. No total, a plataforma líder mundial no segmento ouviu 15 mil pessoas de 20 países, que se casaram nos últimos três anos.

O dado que mais chama atenção é o orçamento médio mundial para organizar um casamento,que é de R$ 56 mil. O bolso dos brasileiros está um pouco mais vazio, apresentando um gasto médio de R$ 48 mil. Por outro lado, no país, temos as maiores festas em número de convidados: segundo o estudo, em torno de 207, enquanto no mundo, a média é de 149. Por essa relação número de convidados x investimento, o gasto médio por convidado dos casamentos brasileiros é o mais baixo entre os países pesquisados, com R$ 234.

 

Bridal Session dos noivos realizado no museu do olho pelo estudio fotografico Bliss de Curitiba.

Bridal Session dos noivos realizado no museu do olho pelo estudio fotografico Bliss de Curitiba. Foto: Bliss Fotografias. Reprodução Proibida.

Em relação à organização do casamento, 47% das mulheres, em praticamente todo o mundo, começam os primeiros preparativos sozinhas. No Brasil, o mais comum é que o casal pense nos detalhes juntos (54%) e essa etapa do planejamento pode ser muito longa. Ao menos 50% dos noivos franceses, espanhóis e brasileiros levam de nove e 18 meses para organizar o grande dia.Os casais mais práticos são os peruanos, italianos e americanos que, em ao menos 30% dos relatos, planejam tudo em até seis meses.

Quem fala primeiro sobre o casamento? Esse tema é bastante dividido mundialmente, já que em 56% das vezes são os homens que tocam no assunto, enquanto o percentual das mulheres é de 44%, exatamente o mesmo índice do Brasil. Peru e México trazem dados surpreendentes: nesses dois países, os homens falam sobre o casamento em 73% das ocasiões. E o casamento acontece, em geral, até o fim do 2º ano de namoro (33% das respostas). Os casais brasileiros não fogem à regra, com aproximadamente 40% dos casamentos neste período.

facebook-27

Foto: Bliss Fotografias. Reprodução Proibida.

Além disso, os noivos casam cada vez mais tarde, já que a média de dizer o “sim, eu aceito” é depois dos 30 anos. O troféu de apressadinhos fica com os brasileiros, que se casam por volta dos 29. Já os mais pacientes são os italianos e os norte-americanosque esperam, ao menos, até 32 anos. Independentemente da idade, o principal motivo da união continua sendo o amor (93%). O curioso é que entre todos os países, o Brasil se destaca pela importância da religião na decisão do casamento (16%). Portugal é o único em que o tema tem ainda mais relevância (18%). Não podemos negar as origens!

Confira os dados:

Pesquisa Internacional de Casamento - Zankyou 2015 (1)

Mais informações: http://www.zankyou.com/br

Leia também