Ensaio feminino: fotógrafa desperta o lado Diva de suas clientes

Ana Júlia Salim montou um estúdio especializado em fotografias para mulheres. Profissional tem por objetivo despertar a autodescoberta feminina.

“Quanto mais purpurina melhor”, é o que diz a fotógrafa Ana Júlia Salim referindo-se ao trabalho que produz. Porém, ela não está falando sobre aquele pó colorido, usado para dar destaque a fantasias, mas sim ao brilho que as mulheres devem ter ao se perceberem-se como únicas. E para despertar esse olhar nas mulheres, cheio de cores e luz, ela realiza ensaios delicados, para que cada uma de suas clientes se enxerguem de outra maneira depois das fotos.

Externas 2

Fotografia: Ana Júlia Salim

“Acredito que hoje as mulheres não estão parando para se olharem, por conta da correria diária. Porém isso é muito importante e não se pode deixar de lado”, revela a proprietário da Agência Diva, estúdio especializado em fotografias para mulheres, localizado na Mooca, São Paulo. Ana Júlia, que nasceu em Belém (PA), se considera “pura inquietação”! “Desde criança, já rabiscava traços delicados e fantásticos retratando silhuetas femininas. Depois comecei a reproduzir rostos de atrizes famosas. Com o passar do tempo, apesar de trabalhar em outras áreas, a arte não me deixou. Busquei cursos, congressos, pesquisei muito e comecei a fazer os desenhos em telas. Mais tarde mudei o rumo da minha carreira,  e fui para o universo da fotografia”, conta a profissional.

sensual 1

Fotografia: Ana Júlia Salim.

Depois de trabalhar com Marketing e na área Comercial, ela desenvolveu habilidade para lidar com pessoas, o que favoreceu com a questão do relacionamento com as clientes e a coragem para mudar de área. A ideia de abrir a Agência Diva surgiu com o aumento da demanda pelos ensaios femininos. “Já trabalhava com fotografia voltada às mulheres, de maneira informal, há quatro anos.  Alinhada a uma visão de longo prazo, com planejamento estratégico, o sonho de abrir meu negócio se concretizou quando a demanda aumentou. Isso tudo foi acontecendo por meio da propaganda ‘boca a boca’. Eu fazia um trabalho e as mulheres iam divulgando entre elas. Comecei com amigas que foram passando para as amigas das amigas e assim tudo aconteceu”, conta.

Ana Júlia

Ana Júlia Salim desperta o lado Diva em suas clientes. Foto: Arquivo pessoal.

Os primeiros ensaios clicados por ela foram feitos com amigas e, depois disso, não parou mais. “Tenho certa facilidade em fotografar mulheres. Hoje, meu trabalho é totalmente focado no universo feminino e eu tenho muito orgulho disso. A cada ensaio, eu ganho uma história e uma amiga”, fala.

Por buscar captar a verdadeira essência da mulher, e mostrar como ela pode ser bela em  diferentes situações, Ana não faz tratamento de imagens, como Photoshop, por exemplo. As fotos são resultado de trabalho de luz e da interação da Diva que está sendo fotografada com o ambiente.

Noiva_Ana Júlia Salim

Fotografia: Ana Júlia Salim.

Como toda Diva real, Ana se desdobra em várias para dar conta de sua rotina, o que a faz entender melhorar suas clientes, mulheres verdeiras que precisam dar conta de muitas tarefas ao mesmo tempo. “Sou casada e tenho dois filhos, o Caio e o Bento e divido meu dia desenvolvendo os papéis de mãe, esposa, dona de casa, fotógrafa e sempre fazendo o possível para que cada momento do meu dia seja de muita alegria, satisfação e realização”, fala a profissional que busca ter sempre muita empatia com as mulheres clicadas. “Não as trato simplesmente como clientes, mas sim como Divas mesmo. Antes do ensaio, nós conversamos muito e elas me dão todo o direcionamento, ou seja, elas acabam participando de toda a construção do trabalho”, completa.

Sensual_Ana Júlia Salim

Fotografia: Ana Júlia Salim.

Para aquelas que se sentem inseguras em fazer uma sessão de fotos, a profissional incentiva a descoberta de um lado desconhecido de si mesma.  “Toda mulher tem uma beleza singular que, na maioria das vezes, a baixa autoestima costuma esconder. O meu trabalho em um ensaio fotográfico é fazer com que a mulher comum descubra aquela mulher poderosa que habita dentro dela, mas que fica lá escondida”, diz a fotógrafa.

Sensual

Fotografia: Ana Júlia Salim

E é buscando estimular essa descoberta que durante as sessões Ana trabalha com a autoestima das clientes. “Elas chegam muito acanhadas ou um pouco travadas para os ensaios. Aos poucos vão se soltando e, na medida em que começam a ver as fotos, se empolgam e acabam entrando no clima da proposta do ensaio, que na maioria das vezes ocorrem em locações escolhidas por elas mesmas, ou seja, desde a própria casa até externas em locais diversos”, explica.

Externas

Foto: Ana Júlia Salim.

Ana conta que diversas clientes ficam muito surpresas com o resultado, a ponto de na maioria das vezes não acreditarem no que estão se vendo no LCD da câmera. “É muito legal, porque isso faz com que se entusiasmem cada vez mais, se entreguem totalmente ao ensaio. O resultado é sempre sensacional!”, enfatiza a fotógrafa que conta que, por vezes, a autodescoberta é tão transformadora que algumas mulheres querem que as amigas passem por esse processo. “São situações diversas durante e após um ensaio. Há casos de clientes que presenteiam outras com uma sessão de fotos para que as amigas vivenciem esse momento”, comenta.

Sensual_Ana Júlia Salim 1

Fotografia: Ana Júlia Salim.

Para quem se interessou pelo trabalho da fotógrafa, mas não mora em São Paulo, Ana garante. “Tenho o estúdio em São Paulo, no bairro da Mooca, mas também realizo ensaios em todo o país. Onde houver uma Diva, eu vou!”, destaca.

gestantes

Fotografia: Ana Júlia Salim.

A fotógrafa encoraja as mulheres a buscarem sempre sua autoestima e se descobrirem. “Ser Diva significa ser feliz com você mesma, se amar, estar de bem com o espelho, com o corpo, com a mente e com o que a vida lhe proporciona. Toda mulher pode ser Diva”, finaliza.

Mais informações: facebook.com/AgenciaDiva

Leia também