E quando a nossa essência é colorida?

Oii, gurias! Tudo bem?

Para quem é de Curitiba, deve ter ouvido falar bastante na última semana sobre a Claudia Silvano, que é a diretora do PROCON no PR, e foi dar uma entrevista vestida de um jeito incomum, que algumas pessoas julgaram ser um pijama. A melhor parte é que ela aproveitou a fama para divulgar o serviço do procon, então fez a fama e deitou na cama. Inclusive, a Patricia Maciel falou mais sobre isso neste post do Sala de Reunião.

Li algumas entrevistas que ela deu durante essa semana, e o que mais gostei, foi a razão pela qual ela se veste tão colorida, segundo ela, para expressar o que sente e transmitir alegria. E gurias isso é ótimo, poder traduzir o que sente através da roupa é sensacional, eu diria que faz bem até para a saúde ?. Mas aí, fica a pergunta, posso ir vestida para o trabalho com toda essa criatividade também?

Essa resposta é complexa, pois tudo depende do ambiente onde você trabalha e da imagem que quer passar. Por exemplo se é uma profissão que tem um ambiente bem formal e precisa ser mais impositiva, infelizmente estar tão colorida não irá passar a imagem de seriedade necessária. Já algumas profissões possuem um estilo mais tranquilo, há também quem trabalhe de casa e pode ousar mais nos looks.

Deixei confusa? Pensem sempre assim, é importante traduzir a sua essência através do que veste, mas também é preciso lembrar que as pessoas julgam o tempo todo. Inclusive existe um estudo que diz que em 30 segundos nosso cérebro já criou um julgamento, e sejamos honestas, nós mulheres fazemos isso o tempo todo (acharia bem mais divertido que não fosse assim e eu como consultora de imagem sou treinada para não ter um pré-julgamento). Por tanto traduza a sua essência, mas com bom senso. Lembrem sempre de pensar ao se vestir, isso traduz quem eu sou? E é isso que eu quero passar para as pessoas?

Se o seu ambiente de trabalho não permite que você use roupas que traduzam a sua essência, talvez seja hora de alçar novo vôo, mas isso já é assunto para a especialista e blogueira da confraria Patrícia Maciel.

E para não ter erro, algumas dicas preciosas: evite usar decotes profundos, roupas muito justas, saias que mostre mais que um palmo de coxa e barriga de fora, pois isso chama mais atenção ao seu corpo, do que ao trabalho que você está realizando.

E para as divertidas, que como a Claudia, querem passar alegria através das cores, é possível sim usar looks coloridos no trabalho conforme os exemplos abaixo:

 

 

Gostaram das dicas? Não deixem de comentar!

Para mais inspirações sobre a consultoria de imagem sigam a minha página @essencianovestir e @aconfrariadasdivas.

E para sugestões do que vocês querem ler mais por aqui enviem e-mail para [email protected]

Beijos,