Carreira: maternidade

Um tema ainda polêmico e muito recorrente é o dilema que algumas mulheres vivem entre carreira e maternidade.

Hoje, vamos falar das dúvidas mais comuns e como podemos resolvê-las, sem grilo!

  • Se engravidar, minha carreira estará ameaçada?

Olhar para trás e ver o quanto já conquistou: tempo e dinheiro dedicados em concluir a faculdade, fazer cursos de especialização, cursos de idiomas, reuniões, horas extras, lidar com chefe complicado…

Foram tantos investimentos e sacrifícios que faz a mulher questionar se isso será levado em conta ou se foi em vão.

Infelizmente, ainda vemos empresas ou chefes com culturas ainda bem arcaicas que desconsideram a trajetória da mulher ou seu currículo impecável, apenas porque ela decidiu ser mãe. Mas, se este é seu desejo, não permita que isso atrapalhe seus planos. Há muitas empresas que já entenderam que a maternidade não é um problema e oferecem alguns benefícios para as mamães e seus filhos, como licença maternidade maior (o padrão é 4 meses), auxílio creche e até berçário para que você leve seu filho ao trabalho com você.

  • Estou decidida: Como posso me preparar para este momento?

É importante que a mulher ao decidir ser mãe e que esteja preocupada com sua carreira, faça alguns planejamentos para que não fique refém de seu emprego e não tenha surpresas ao retornar da licença.

Invista em sua empregabilidade: faça cursos, fortaleça seu networking. Neste texto aqui, dou algumas dicas de como melhorar sua empregabilidade. (http://www.aconfrariadasdivas.com.br/blog/sala-de-reuniao/aumentando-sua-empregabilidade/)

Considere também, a opção de trabalho home office, algumas empresas já oferecem essa alternativa para seus funcionários, ou então, é o momento de pensar no Plano B e empreender.

  • Como conciliar carreira profissional com a maternidade?

Haverá momentos em que você se sentirá culpada por ter que deixar seu filho com alguém para retornar à rotina de trabalho. Saiba que isso é perfeitamente normal, acontece com praticamente todas as mulheres, mas não te faz uma mãe ruim. Não se martirize!

Para compensar, estabeleça limites. Se possível, combine um horário mais flexível de trabalho, esteja em casa mais cedo para se dedicar inteiramente ao bebê.

Tenha apoio! Por mais que demos conta, não adianta querer fazer tudo sozinha neste momento. Seja para seu companheiro, o pai do bebê, sua mãe, irmã ou qualquer pessoa que você possa confiar. Peça ajuda para assuntos que possam ser delegados para outra pessoa e assim, sobrará mais tempo para você se dedicar ao mais importante.

Somos “mulher maravilha” sim! Mas não precisamos arcar com tudo. Divida tarefas, negocie.

Defina seu foco e não desista antes de tentar: muitos poderão te julgar, dizer que você não conseguirá conciliar as duas tarefas, outros te farão se sentir culpada em “abandonar” uma criança indefesa com outras pessoas e pode te fazer desistir antes mesmo de tentar.

A maternidade é realmente um desafio, mas temos histórias de grandes mulheres que não precisaram abdicar de nenhum dos dois para realizar seus sonhos: ser mãe e ter uma carreira de sucesso!

Você é capaz, pense nisso!

Nesta semana quero desejar um feliz dia das mães à todas as mamães, as futuras mamães e também para aquelas que não optaram pela maternidade!

Para sugestões do que vocês querem ler por aqui, escreva para [email protected] ou entre em contato por meio das redes sociais do portal A Confraria das Divas. Vou adorar conhecer melhor todas vocês!

 

Tags:, , ,