Baby Yuri a bordo!

Olá, pessoas!

Hoje vim compartilhar com vocês a minha primeira experiência viajando com o Yuri de avião! Nosso destino dessa vez foi a Serra Gaúcha. Viajamos de férias  e Gramado e Canela fizeram parte da nossa rota. Lugares lindos e encantadores.

Antes de viajar busquei todas as informações necessárias para não passar nenhum perrengue e também garantir que a nossa viagem fosse tranquila.  Achei muito mais prático do que imaginava, mas confesso que  trocar um bebê no banheiro do avião não é nada confortável! Hahahaha… Porém, estamos propensos a isso.Tirando essa parte que faz parte (rs), o Yuri se comportou melhor que o previsto e tirou até uma soneca durante o voo.

Então, quem ainda não teve essa experiência, saiba que os bebês viajam no nosso colo mesmo, sem nenhum tipo de suporte. Isso me preocupou um pouco, pois nunca se sabe quando pode acontecer  uma emergência, mas como a viagem era curta não fiquei pensando nisso.

20160724_054837

O adulto responsável pelo bebê tem direito a um assento especial com mais espaço no começo da aeronave, porém, esse direito esta reservado apenas para uma pessoa, caso o acompanhante queira mudar de assento é cobrado um taxa de aproximadamente R$ 50,00.

Em relação a bagagem, temos direito a um despache “extra”, no meu caso minhas opções eram o carrinho ou o bebê conforto. Eu optei por levar apenas o bebê conforto, já que em meio as minhas pesquisas, descobri que em Gramado existe uma loja que aluga carrinhos de bebê por dia. Portanto, se achasse necessário, poderia comprar esse serviço lá, mas não precisei!

Lago Negro. Um dos cartões postais da cidade!

Lago Negro. Um dos cartões postais da cidade!

Outra informação importantíssima: atenção aos documentos do bebê! Você precisa da certidão original de nascimento do seu filho, senão não viaja!

Certifique-se de colocar uma roupa confortável no seu filhote, e atente-se ao clima da cidade destino. Ele estando com uma roupa ok e bem alimentado, a viagem será mais tranquila. Uma mamadeira e um lanchinho caso o baby sinta fome durante o voo, é indispensável.

Acostumado com o friozinho de Curitiba, Baby Yuri adorou as cidades e garantiu um lugarzinho na lareira.

Acostumado com o friozinho de Curitiba, Baby Yuri adorou as cidades e garantiu um lugarzinho na lareira.

Outra preocupação que eu tive ao confirmarmos a viagem, é a pressão que o bebê pode sentir na decolagem. Nós, adultos, muitas vezes sofremos com ouvido tampado e até dores, por isso descobri uma boa dica para que seu filho não passe por isso. Dar de mama ou até mesmo a chupeta, ajudam a evitar que os pequenos sintam essa pressão que normalmente sentimos.

20160726_120145 Prometo falar mais sobre a viagem nos próximos posts. O que acharam? Manifestem-se, comentem!  Vou adorar receber as sugestões de vocês!  Meu email está sempre aberto para trocarmos ideias:  [email protected]

Beijinho, beijinho!

 

 

Tags:, , ,