Nós também precisamos de cuidados

Ser mãe realmente envolve muitas coisas. Algumas mulheres já nascem com o instinto, outras desenvolvem com o passar dos anos. Eu sou do time que já nasceu com o desejo, mas isso não significa que já nasci preparada para isso.

Descobri que a gravidez envolve muito mais do que a decisão. Os fatores emocional, físico e principalmente psicológico, são essenciais para ter uma gestação ( e pós) um pouco mais tranquila. Quando via minha mãe exercendo essa função achava que tudo seria muito mais fácil, mal sabia o tamanho da responsabilidade que cercava esse sonho. Portanto, minha dica para as tentantes é: preparem-se, pois tudo muda. A rotina, os pensamentos e o corpo. Por isso, para mim, a preparação vai além da decisão. É preciso preparar o seu corpo – se você estiver com uns quilinhos acima terá mais chances de, durante a gestação, ficar encanada com o peso. Então, se a gravidez é uma decisão planejada, tente chegar a um peso que considera legal para aí estar pronta para receber a gestação sem neuras. Claro, se a questão corpo/peso for uma preocupação sua, até porque isso está extremamente ligado à saúde.

Há pouco tempo, mais precisamente no 3º Encontro do Portal A Confraria das Divas , conheci uma empresa muuuuito legal que tem o foco em justamente cuidar das questões que envolvem a mulher e a gestação. A Mammy Care foi uma das parceiras do último encontro da Confraria, onde tive o prazer de participar do bate papo compartilhando minha experiência com as participantes, e estava lá justamente pelo conceito da marca.

Esses dias fui conhecer pessoalmente o espaço e é simplesmente maravilhoso! As profissionais auxiliam as  tentantes preparando-as fisicamente para receber o bebê, as gestantes que estão em fase de mudança corporal, com massagens, nutricionista e pilates, e finalmente nós: mamães! Sim… graças a Deus as coisas não acabam (e nem devem) para a mulher depois que nasce o bebê.  Mas, também tem o lado não tão legal disso (de não acabar): temos uma longa jornada para o corpo voltar ao que era antes da gestação, sem contar no desgaste físico e emocional com tantas mudanças em um curto espaço de tempo.

Então passei lá no Espaço Mammy Care para poder relaxar um pouco e isso só aconteceu porque enquanto eu “apaguei” na massagem super relaxante e espetacular que a Tamara fez em mim (uma das melhores que já fiz mesmo!!), daquelas que a gente esquece o mundo, a Dani (uma das sócias do espaço) junto com a Dinda Fabiu, cuidaram muito bem do Yuri no Espaço Fofura, um cantinho muito especial que elas têm lá, cheio de brinquedinhos para entreter os pequenos.

Cantinho de Amar e Amamentar

Cantinho de Amar e Amamentar <3

WhatsApp Image 2016-08-11 at 17.59.21

Com as sócias do Mammy Care Tamara e Daniele, e a Dinda Fabiu

Uma das coisas que mais gostei é do cuidado com os detalhes para as mamães. Um espaço para amamentação, o próprio espaço fofura e um fraldário equipado com tudo que precisamos. A sensação que tive ao sair de lá foi: porque o Mammy Care ainda não existia quando eu era gestante? Hehe

WhatsApp Image 2016-08-11 at 18.00.24

O balanço dos últimos sete meses é extremamente positivo, mas estou tomando os cuidados necessários para isso.  É  preciso preparar o corpo para poder gerar e criar nossos filhos com saúde, e principalmente a mente, pois nossa vida não para e com certeza continuaremos esposas, filhas, amigas e profissionais, então tem que estar tudo em ordem. Ser mãe não é a tarefa mais fácil, não temos férias e mal conseguimos tirar uma folguinha. Mas com certeza é o trabalho mais gratificante da vida!

Espero que tenham gostado das dicas. Beijos e até semana que vem!

 

 

Pai para quê?

Oi, meninas!

Se assustaram com o título do post?  Pode parecer estranho, mas tem muita gente que se faz essa pergunta. Por isso, é sobre isso que vamos falar hoje.

Há muito tempo existe  a ideia de que quem deve ficar responsável pelos filhos são as mães, digo responsável em relação à alimentar, dar banho e cuidar diariamente. Por mais tradicional que isso possa parecer, o importante é você ver como isso funciona dentro da sua casa. Hoje em dia é muito mais comum ver pais engajados nos cuidados com os filhos do que antigamente.  A participação dos pais é muito mais ativa, mas é sempre importante falar sobre o assunto.

Fonte: Reprodução/Thinkstock

Fonte: Reprodução/Thinkstock

Nos dias de hoje também é mais comum ver as mamães voltando ao trabalho logo após o fim da licença maternidade. O que eu via muito antigamente, (opinião própria mesmo), eram mães  largando a carreira profissional e até mesmo antigos sonhos em função dos filhos. Hoje em dia ainda acontece, talvez por não terem um apoio do companheiro, talvez por escolha própria, mas em menor escala.
Um filho pode vir depois tempos planejando e se preparando, mas  também pode vir de um descuido e pra quem acredita, como um presente de Deus. O fato é que esse pequeno ser foi gerado por duas pessoas que querendo ou não se tornam responsáveis por essa vida! Então, porque apenas nós mulheres devemos ser responsáveis em 100% do tempo?

Culturalmente os meninos não são criados para isso. Ao contrário das meninas, que crescem em meio a bonecas, casinhas, cozinhas e outros brinquedos “domiciliares”, os meninos caminham para o lado do esporte, da engenharia, etc. Apesar disso explicar bastante, não justifica.

Li um artigo que falava sobre a diferença da palavra  ajudar e cuidar. Até nós mesmas, às vezes, menosprezamos a importância dos pais na criação. Ajudar é muito diferente de cuidar. A Ajuda é um favor temporário, agora cuidar, isso vai muito mais além. É uma responsabilidade conjunta que assumimos quando decidimos engravidar.
Só nós sabemos o quanto os 9 meses de gestação são desgastantes e com certeza cansativos. Sempre ouvi falar que quando nasce um bebê  nasce também uma mãe… e é exatamente assim. As coisas acontecem por instinto. Eu mesma queria dar conta de tudo sozinha nos primeiros meses, mesmo não faltando ajuda. Mas não precisa ser assim…. por mais difícil que seja pra uma mãe ver seu bebê sob cuidados de outra pessoa, aceite a ajuda, pois uma hora o corpo pede socorro e precisamos descansar. Tarefas que os pais podem ajudar é o que não faltam. Com certeza será importante para eles como homens e para o bebê crescer sentindo os cuidados e amor do papai.
O Diego sempre foi meu companheirão…. Percebi o quanto seria um pai dedicado desde a confirmação da gravidez, pois os cuidados dele comigo redobraram durante a gestação, mas a confirmação do meu pensamento já veio na primeira noite na maternidade, onde ele levava o Yuri para passear nos corredores da maternidade para que eu pudesse descansar.

Arquivo pessoal

Arquivo pessoal

A rotina com o bebê não precisa e nem deve atrapalhar a rotina do casal. No começo quando o Yuri acordava durante as madrugadas o Diego acordava também para me fazer companhia e não me deixar no pegar no sono. Confesso… é lindo, é romântico… hahaha… mas não julguei necessário, pois ele acordava cedo para trabalhar e passava os dias cansado. Hoje em dia o Yuri dorme a noite toda, então quando necessário, acordamos para ver se ele está coberto, ou ver se precisa trocar fralda. Na maioria das vezes o Diego faz essa função, pois é uma maneira de estar mais perto do filho também.

Arquivo pessoal

Arquivo pessoal

Então mesmo que bebê mame no peito, existem formas do papai ajudar também , pode ser dando banho, trocando fralda ou até mesmo curtir o baby enquanto a mamãe toma um banho sem hora pra acabar ou se alimente sem precisar comer parecendo um furacão.

Esse texto foi uma sugestão de uma amigo que está passando por essa fase. O Alex, marido da minha amiga Gi e agora pai do Theo, é um pai muito atencioso e não mede esforços para cuidar do filhote.

Alex ajudando com as cólicas do pequeno Theo <3

Alex cuidando das cólicas do pequeno Theo <3

Enfim, só vejo benefícios quando o papai faz a sua função também, tenho certeza que bebês crescem mais pacientes, bondosos e educados. Tenho certeza que no futuro terão lindas recordações e histórias para contar!

Espero ter ajudado e fica a minha última dica: mamães, não precisamos dar conta de tudo sozinhas! Se Deus fez com que uma vida fosse gerada por duas pessoas, foi justamente para que uma desse apoio a outra! Então, Pai para AMAR,CUIDAR, EDUCAR, CRIAR, ACONSELHAR, BRINCAR……

E aí, meninas. O que acharam? Manifestem-se, comentem!  Vou adorar receber as sugestões de vocês!  Meu email está sempre aberto para trocarmos idéias:  [email protected]

Beijos!

Tags:, ,

Maternidade x Organização x Rotina

Olá meninas, hoje vim falar sobre algo que me atormenta demais: Rotina…

Desde que me conheço por gente, tenho dificuldade em me adaptar a uma determinada rotina. Eu era aquela (pré) adolescente que vivia inventando moda… pelo menos 1 vez por mês costumava mudar os móveis do meu quarto de lugar!Hehe…… Mas aí eu casei e não foi nada diferente. Sempre mudando as coisas de ordem, pois o fato de vê-las do mesmo jeito me irritava um pouco.  E isso não mudou nem durante a gravidez! Meu marido ficava louco comigo, pois em pleno 9º mês de gestação,  lá estava eu “arredando” todos os móveis com aquela barriga imensa! Hehe…

Após o nascimento do Yuri, não tive mais tempo nem se quer de ajeitar a casa. Me frustrei em relação a isso, mas também logo passou, pois cuidar do meu pequeno é mais importante que qualquer outra coisa. Quando o Yuri completou 2 meses voltei ao trabalho, por opção, e devido a flexibilidade que tenho, graças a Deus, ele me acompanha. Mas sabe quando algo não te satisfaz? Sempre me senti completa e realizada no meu trabalho, mas o fato de cuidar do meu pequeno no mesmo local  me fez cair na rotina.. e aí entra o x da questão. A maternidade requer muito mais que carinho e atenção! Requer organização e rotina. Afinal, os bebês têm hora para tudo… desde comer, fazer suas necessidades e dormir! E é nessa fase que você percebe que ser mãe não é apenas um rótulo! É estilo de vida!

Fonte: shutterstock

Fonte: shutterstock

Me vi obrigada a entrar na dança! Hoje tenho horário determinado para tudo, demorei 5 meses pra entender que tudo mudou e sim… para sempre! Tirei um tempinho para refletir sobre essa nova fase da minha vida e resolvi fazer um cronograma do meu dia dia e vou compartilhar a ideia com vocês que estão passando ou irão passar pelo mesmo dilema!
-Priorize seu filho! Afinal, ele é totalmente dependente de você! Das 24horas do dia separei os horários dele ( hora do mama, hora da frutinha, hora do suquinho, hora do soninho);
– Determine os horários da sua refeição! Sim… depois de descobrir que temos super poderes, temos que aceitar que somos humanas e também precisamos nos alimentar! Haha. Procuro fazer minhas refeições logo após as refeições do meu pequeno, pois nessa hora ele já esta satisfeito e fica mais quietinho, assim me permite fazer minhas refeições tranquilamente;
-Todo bebê tem um horário de soninho que dorme mais… às vezes leva um tempo para ele criar essa rotina, mas enfim, quando você perceber isso pode programar o horário do seu banho! E eu acredito que essa é a hora que mais tem que ser seguida à risca! Pode ser 10 ou 30 minutos, mas que esse tempo seja somente seu! A rotina de uma mãe pode ser muito mais intensa do que a de uma mulher que “trabalha fora” e isso nos deixa (quase) sempre exaustas! Mas,ok! Somos como fenix… ressurgimos das cinzas! Haha;
– Aproveite os intervalos entre uma hora e outra para colocar as suas coisas e as dele em ordem! Ou simplesmente aproveite para descansar;
-Se programe para dar a última mamada do dia próximo ao seu horário de dormir, sei que não é regra, mas muitos bebês dormem por mais tempo durante a noite. Isso me ajudou de uma maneira absurda! A última mamada do Yuri é em torno de 23h e, pasmem, ele só acorda as 7 horas do dia seguinte! Pra mim funcionou super bem!
-Procure deixar a bolsa de passeio do bebê pronta com itens básicos: fraldas, lenço umedecido, pomada, troca de roupa, fralda de boca, mamadeira, carteirinha de saúde, etc. Afinal, a vida com eles é feita de imprevistos e deixar tudo pronto facilita e muito nessas horas!
Esse é um caminho que vocês podem seguir na hora de montar o próprio cronograma. Para mim, criar horário para tudo foi extremamente difícil, mas tenho que confessar que, com essa nova fase com o Yuri, melhorou demais a minha vida. Eu espero que possa ajudar alguém que esteja lendo também =)

Se alguém tiver uma ideia diferente, compartilha comigo. Estou adorando descobrir coisas novas que possam ajudar na minha vida neste momento. Aguardo os comentários aqui embaixo e emails no [email protected]

Beijos!

 

Tags:, ,