Alimentação vegana: entenda como funciona

Há alguns anos, se alguém perguntasse o que é ser vegano, a maioria das pessoas certamente diria que “nunca ouviu falar”. Ou, talvez, algumas fizessem contusão com os vegetarianos.

Mas hoje o cenário já é bem diferente. O veganismo tem ganhado cada vez mais adeptos no mundo inteiro. Só no Brasil, estima-se que existam cerca de 5 milhões.

Entenda o que é veganismo

Muita gente ainda acredita que ser vegano se resume em não comer nenhum tipo de carne animal. Mas será só isso mesmo? Certamente, não. Primeiramente, é preciso compreender que veganismo não é uma dieta. É uma filosofia de vida que, em resumo, envolve alimentação, ideologia, vestuário e boicote a produtos de origem animal.

Em essência, excluir tudo o que estiver associado à exploração e crueldade contra os animais. Os adeptos dessa filosofia acreditam que é possível viver de forma plena e saudável sem que haja exploração animal.

Conheça a alimentação

A alimentação do vegano é rica em legumes, verduras, frutas, folhas, oleaginosas, cereais e grãos. Exclui-se da alimentação, além da carne, ovos, mel, leite e derivados de origem animal.

No início, é preciso muita pesquisa, leitura e orientação para saber como montar um cardápio diário, ter uma alimentação equilibrada e descobrir alternativas para fazer as melhores substituições. Com o tempo, o vegano adquire experiência e tudo ficará mais prático. Ter o acompanhamento de um profissional também pode facilitar bastante esse processo de adaptação.

Todo vegano que se preze está sempre atento aos rótulos dos produtos que consome, a fim de evitar adquirir algum item indesejado. A indústria de alimentos tem se esforçado para atender às necessidades e exigências do público vegano, oferecendo produtos 100% confiáveis e livres de ingredientes de origem animal.

Saiba como é o vestuário

Como explicado anteriormente, o veganismo vai além da questão alimentar. Portanto, o vegano busca usar roupas, calçados, bolsas e outros acessórios que não sejam de couro, lã, seda ou peles de animais.

Hoje em dia, já existem algumas possibilidades para substituir as matérias de origem animal, como é o caso do couro sintético e das fibras naturais. Por isso, o vegano também deve ficar sempre atento às etiquetas. Geralmente elas trazem informações sobre a procedência dos produtos e matérias-primas utilizadas, entre outras.

Entenda porque não usar alguns produtos de beleza e higiene

Muitos produtos de higiene, perfumaria e maquiagem são testados em animais e/ou possuem algum ingrediente de origem animal na composição. O número de empresas que não compactua com a realização desses testes vem crescendo muito ao longo dos últimos anos.

Atualmente, já é possível encontrar vários itens de higiene e cosméticos não testados em animais. Caso haja dúvidas, o SAC das empresas já disponibiliza esse tipo de informação aos clientes.

Além de um estilo de vida engajado na luta pelo respeito e proteção aos animais, o veganismo também está alinhado com o desenvolvimento sustentável e ao consumo ético e consciente. Dessa forma, é uma opção de vida, baseada numa ideologia cheia de valores e significados.

 

Leia também