Dicas para evitar problemas digestivos nas festas caipiras

Junho chegou ao fim, mas os “arraiás” continuam em julho. As festas caipiras são confraternizações cheias de alegria, danças, brincadeiras e, principalmente, quitutes saborosos. Guloseimas como paçoca, pé-de-moleque, bolo de milho, canjica, pinhão e muitas outras se tornam protagonistas da gastronomia brasileira durante o período de realização dessas festas.

large466

“Mas é preciso ficar atento para não exagerar”, alerta a chefe de Nutrição do Hospital VITA, Dirlene dos Santos. A nutricionista explica que, apesar de deliciosas, essas comidas são altamente calóricas e algumas, se consumidas em exagero, podem causar complicações como indigestão e até outros problemas mais graves. Contudo, não é preciso entrar em desespero, nem abrir mão dessas “delícias”. Abaixo, algumas dicas para que todos possam aproveitar sem riscos ao sistema digestivo:

1. Não vá para uma festa julina de barriga vazia. Se estiver de dieta, procure fazer um lanche saudável antes de sair de casa. Ele vai ajudar na sensação de saciedade e diminuir as chances de cair em tentações ou comer demais.

2. Dê uma boa olhada em tudo o que está disponível. Assim, você pode ter uma visão ampla de todas as comidas disponíveis e aproveitar apenas aquelas que você mais gosta.

3. Concentre-se nas comidas típicas. Uma boa dica para não exagerar é procurar dispensar aquelas que você tem fácil acesso em outras épocas do ano, como a pipoca e o cachorro quente, por exemplo.

4. Faça escolhas mais saudáveis. Opte por alimentos ricos em fibras e de fácil digestão, como o milho cozido ou o bolo de fubá. Eles são ótimas fontes de carboidratos e podem ser consumidos como uma refeição, junto a uma proteína, como um espetinho.

5. Evite exagerar nas bebidas alcoólicas, como o sagu ou o quentão. Além disso, cuidado com os alimentos com muita adição de açúcar, como o pé-de-moleque, o doce de abóbora ou a canjica, que são um perigo para quem tem diabetes ou está acima do peso.

 

Leia também