Outubro rosa: doação de cabelo em Curitiba

Por ocasião do Outubro Rosa, plataforma de mobilidade urbana Cabify uniu forças com a rede de salões para conscientizar a população da cidade sobre a luta contra o câncer de mama

A Cabify, plataforma de mobilidade urbana, uniu forças com o Torriton e a ONG Atitude na Cabeça para conscientizar os curitibanos sobre o câncer de mama. Ação apoia o Outubro Rosa, campanha nacional que busca alertar a população sobre a doença que atinge mais de 50 mil brasileiras por ano.

De 2 a 31 de outubro, a plataforma dará corridas com 100% OFF (desconto máximo de R$10) a todos aqueles que quiserem doar partir de 20cm de cabelo em cortes em um dos salões da rede Torriton. As doações – que serão usadas para produzir perucas para pessoas com câncer – podem ser feitas gratuitamente de segunda a quarta-feira, em todas as unidades da rede.

Para garantir o desconto o cliente deve verificar, no momento do agendamento no salão, quais são os profissionais participantes da campanha naquele estabelecimento. Ao concluir o agendamento, o salão passará um código de desconto Cabify único e exclusivo para que o doador possa ir e voltar das três unidades do salão com segurança, praticidade e um serviço de qualidade, características da plataforma.

Como doar?

O processo de doação é simples. A única exigência é que o cabelo tenha a partir de 20 cm para o corte, que é realizado com o cabelo limpo e seco. O cabelo é cortado guardado em uma embalagem plástica.

Para confeccionar uma peruca são necessários pelo menos 200g de cabelos – o que, em média, significa a junção de cabelos de três doadores no mínimo. Elas chegam sem cortes aos seus donos, que têm total liberdade para fazer o penteado que acharem que mais combina com seu estilo.

Câncer de Mama

Segundo o INCA – Instituto Nacional de Câncer, o câncer de mama é um dos mais comuns entre as mulheres depois do de pele não melanoma, respondendo por cerca de 28% dos casos novos a cada ano, sendo também o primeiro em taxa de mortalidade de mulheres no mundo.

Quanto mais cedo a doença for diagnosticada, maiores as chances de sobrevida. O autoexame constitui um grande aliado na identificação precoce do câncer de mama: segundo o instituto, 66% das mulheres conseguem perceber a presença de nódulos realizando o procedimento, o que pode garantir um rápido início do tratamento.

 

Leia também